segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Desabafo ...
Está a fazer um ano que o meu calvário começou. Foi precisamente neste mês que eu encontrei o meu nodulo por apalpação. Veio de seguida a eco-mamária, a biopsia e a confirmação no dia dos anos do meu marido ( 2 de novembro) de que tinha cancro da mama.
Recordar tudo isto é muito difícil não consigo reviver isto tudo, sem derramar muitas lágrimas apesar de agora estar tudo bem.
Será que alguma vez eu vou conseguir reviver tudo isto sem chorar? Não acredito. Mas só o meu me dirá.
Dia 21 deste mês lá fui eu tomar mais uma injecão e dia 21 de Novembro vou ter consulta da mama com a 1ª médica que me atendeu no I.P.O.. Dia 2 de Novembro vou a junta médica vamos lá ver o que eles me vão dizer.
Hoje estou triste e ao mesmo tempo furiosa. Triste pois foi a missa de sétimo dia da avó do meu marido. Tenho saudades dela.
Furiosa com as notícias do governo. Isto não é justo! Eu não fiz nada para merecer isto. Sempre trabalhei, cumpri tudo o que me era exigido e agora tenho de pagar uma factura que não é minha.
Só não entendo porque não mexem nos rendimentos mínimos que não fazem nenhum, têm tudo pago, recebem dinheiro para se levantarem ao meio-dia e irem tomar o pequeno- almoço ao café . Aparecem na escola nos seus bons carro ( BMW, AUDI, MERCEDES, ETC), têm casas de graça ou pagam rendas baixas enfim andamos nós a trabalhar para eles.
E os ciganos?
Não tenho nada contra eles, não sou sou racista e eu até me dou muito bem com eles mas sinceramente todos eles têm rendimento mínimo e são autênticos parasitas da sociedade.O que é que eles contribuem para a sociedade? NADA
Isto revolta-me e muito.
Esta semana perguntei a um miúdo de etnia cigana se a mãe tinha tido os bebés pois constava-se que ela estava grávida de gémeos. O rapaz respondeu-me que a mãe só tinha tido um bebé, que teria sido bom se ela tivesse outro pois assim recebiam mais dinheiro. Tomá lá come e embrulha pensei eu! E é assim esta sociedade!