sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Tristeza
Não suporto mais. Não suporto mais ver o meu cabelo a cair. Estou farta de chorar. Já liguei para o meu marido a pedir opinião se corto ou não o cabelo. Como ele diz é uma questão de tempo mais dia menos dia tinha de ser. Liguei também para as minha amigas a pedir "colinho".


Agora decidi vou mesmo cortar o cabelo. Liguei para o centro capilar Svenson para colocar amanhã a minha cabeleira oncologica. Estou à espera de resposta se pode ser já amanhã.
Que sina a minha! Triste sina a minha! Uma vez mais porquê eu!

 
Agora vou publicar informações sobre o cancro da Mama.

Qual a estrutura normal da Mama?

As mamas são glândulas secretoras e estão situadas diante dos músculos peitorais que, por sua vez, cobrem as costelas.
A mama feminina é  constituída por lóbulos, ductos e estroma. Cada mama encontra-se dividida em 15 a 20 secções, os chamados lobos. Por sua vez, os lobos são constituídos por muitos lóbulos, mais pequenos; é aqui que se encontram as células que produzem o leite. O leite flui dos lóbulos, até ao mamilo, através de uns canais finos, os ductos – galactóforos.
Entre os lóbulos e separando a glândula da pele e da parede torácica está o estroma, constituído por tecido adiposo (gordura) e tecido conjuntivo que rodeia e suporta os ductos, lóbulos, vasos sanguíneos e linfáticos.
O mamilo situa-se no centro da aréola (habitualmente mais escura que o resto da pele da mama.

As mamas podem, ter tamanhos, formas e consistencia variadas e, durante a vida essencialmente dependentes das alterações hormonais que a mulher sofre ao longo da vida (idade, ciclo menstrual, gravidez, da menopausa).
Para facilitar a localização das alterações observadas na mama é frequente a divisão em quatro partes (quadrantes); pode, ainda, ser utilizada a analogia com as horas, ou seja, "recorrendo aos ponteiros do relógio" para identificar um tumor.
A mama tem, ainda, vasos sanguíneos que transportam o sangue e vasos linfáticos, que transportam a linfa. Os vasos linfáticos terminam nos gânglios linfáticos (órgãos pequenos e arredondados).
Na região da mama, existem vários grupos de gânglios linfáticos: nas axilas (debaixo do braço), acima da clavícula e no peito (atrás do esterno); existem, ainda, gânglios linfáticos em muitas outras partes do corpo.

A principal função dos gânglios linfáticos é "prender" e reter “substâncias estranhas” ao nosso organismo que circulem no sistema linfático, como as bactérias, as células cancerosas ou outras substâncias estranhas. Funcionam como se fossem pequenos filtros.
Quando as células de cancro da mama entram no sistema linfático, podem ser encontradas nos gânglios linfáticos na região da mama (gânglios regionais) e detectadas através de exames específicos
Ora aqui vão mais umas informações

Quais os diferentes tipos de cancro?

O estudo anatomopatológico permite classificar e saber qual ou quais os tecidos e células das quais provém o tumor, e quais as características das mesmas. Estes factores são fundamentais para determinar o tratamento mais adequado, caso a caso.
Desta forma, de acordo com o tipo de células envolvidas, existem vários tipos de cancro.

Algumas terminologias aplicadas aos tipos de cancro mais comuns são as seguintes:

Carcinoma: é um tumor maligno que tem origem na membrana que cobre os órgãos, ou seja, nas células epitelilais. Aproximadamente 80% dos tumores cancerígenos são carcinomas.

Melanoma: é um tumor maligno que tem origem nas células que produzem a coloração da pele, ou seja, nos melanócitos. Quando detectado numa fase precoce, o melanoma é quase sempre curável. No entanto, é provável que se dissemine ou metastize para outras partes do corpo.

Leucemia: vulgarmente conhecido como o cancro no sangue. As pessoas com leucemia apresentam um aumento considerável dos níveis de glóbulos brancos (leucócitos).

Linfoma: tem esta designação por se tratar do cancro no sistema linfático. O sistema linfático é constituído por uma rede de gânglios e pequenos vasos, que existem em todo o corpo, e cuja função é combater as infecções. O linfoma afecta um tipo específico de células – os linfócitos.
Os dois principais tipos de linfoma são o Linfoma de Hodgkin e o Linfoma não Hodgkin.

Sarcoma: tumor maligno com origem nas células dos tecidos de suporte, como o osso, a cartilagem, a gordura e os ligamentos.
Mais um dia
Bom dia amigas(os) mais um dia se passa. O meu cabelo continua a cair mas eu ainda não ganhei coragem para o cortar. Eu já tenho uma cabeleira fixa de cabelo natural à minha espera para eu colocar mas ainda não fiz. No centro capilar Svenson em Stª Catarina fazem-me tudo. Rapam-me o cabelo, colocam-me a cabeleira e fazem-me a manutenção ( 15 sessões). Eu não preciso de me ver sem cabelo. Já me ligaram a dizer que já lá está o sistema, é assim que eles chamam, e se eu já queria colocar. Mas eu sinceramente custa-me muito rapar o meu lindo cabelo. Vou até à última. Só o vou fazer quando já não der mais.