quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Recordações e preocupações


Esta época do ano traz-me muitas recordações tristes! Primeiro porque é uma altura em que a família se reúne toda e eu sinto a falta do meu pai. Depois porque fez um ano no dia 27 de eu dei entrada no hospital para fazer a minha mastectomia. Nesta altura eu estava muito mal no hospital. Não aceitei a minha triste situação e entrei numa depressão profunda grave. Tentava arranjar forças e não consegui! Só com a ajuda da psiquiatria e dos milagrosos anti-depressivos é que eu aos poucos me fui levantando. Os amigos também ajudaram muito sobretudo as meninas do gang da mama e do eu e o cancro. Hoje estou um pouco melhor, já consigo olhar para mim, ver-me ao espelho. Aprendi a viver nesta situação mas, confesso que estou a começar a ficar cansada. Quero vestir algumas roupa e não posso pois a prótese fica à vista. Tenho sempre que ter cuidado. Estou farta, farta, farta e a reconstrução não à meio de chegar. Começo ... nem sei o que dizer.
Como se isto não bastasse ando com uma preocupação. Ultimamente tenho uma sensação estranha que até se torna difícil de explicar. Tenho a sensação de faço mal as digestões, fico como se tivesse comido imenso depois quero "arrotar" e não consigo fico com vontade de vomitar, puxo o vomito e só sai espuma. Outras vezes passo a vida a "arrotar". Sinto uma sensação estranha na garganta. Passo a vida a engolir e essa sensação não desaparece. Tenho comentado este problemas com pessoas amigas que me dizem que pode ser do fígado, da vesícula ou do estômago. Começo a pensar no pior!
Já andei a pesquisar na net  os sintomas de cancro nestes três órgãos. Passa-me tudo pela cabeça e o medo de voltar a passar pelo mesmo é terrível.
Caramba eu mereço paz! Sei que não  vou conseguir e que vou viver o resto dos meus dias sempre cheia de medo.
Outro problema que tenho é a nível das minhas ações (atos). Ando muito esquecida, faço asneiras que não era normal fazer!
Se estou a colocar a mesa e me esqueço de um prato, vou para trás buscar mas, sou capaz de ir parar à casa de banho, ou então passo a vida a andar para trás e para a frente para me tentar lembrar do que queria. Às vezes estou a escrever e esqueço-me de como se escreve sobretudo se forem verbos.
Que coisa estranha não pareço EU!
Como no dia 21 fui à psiquiatra falei com ela sobre este problema. Ela disse-me que era normal eu estar assim. Primeiro devido ao meu estado depressivo e depois por causa da quimio. Bonito!!!
Era só o que me faltava então e agora?
Vou tomar umas vitaminas o Acutil e ela diz que fazer caminha também faz bem à cabeça!!
No Natal estive com um ataque de sinusite! Cheia de dores de cabeça pois o nariz estava sempre entupido.
Como vêem tudo a ajudar!!!
 Amanhã vou à médica de familia e vou falar-lhe deste meus problemas e pedir-lhe um P1 para o Hospital da Prelada para a minha reconstrução. Quem me chamar 1º eu vou.
No I.P.O. não vejo jeito. Uma colega guerreira do grupo eu e o cancro faz um ano em janeiro que entrou para a lista de espera. Recebeu do i.p.o. um vale para fazer a reconstrução noutros hospitais ( Braga, Guimarães e outro que não me recordo). Ela desistiu e voltou para a lista de espera.
Agora vejam só se ela de janeiro não foi operada imaginem eu que só entrei para a lista em julho. E se houverem mais pessoas como ela a desistirem? Imaginem.
Enfim tudo a ajudar...

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

All I Want For Christmas Is You (SuperFestive!) (Shazam V...

Tenham todos um ....

Beijinhos


Desta vez doeu!

 
No passado dia 16 fui levar a oitava injeção de hormonoterapia. Desta fez fui descontraída! Ia sempre cheia de medo, nervosa e nada relaxada mas o certo é que a injeção nunca me doía por isso desta fez fui relaxada super descontraída.  Disse mal da minha vida amigas. A enfermeira chamou-me, perguntou-me se estava tudo bem e encaminhou-me para a sala habitual de hormonoterapia. Deite-me,ela aplicou-me a anestesia e segundos depois estava a picar-me. Amigas vi estrelas por todos os lados. Uma dor que até ela ficou admirada. Justificou-se dizendo que provavelmente tinha atingido uma terminação nervosa. Pois ,pois la foi é muito rápida nem deixou a anestesia fazer efeito por isso tive tantas dores. Para a próxima não me apanham! Descontraída não vou mais e depois não me vão picar tão rápido. Devagar porque quem paga sou eu! Quem sofre sou eu!


sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

domingo, 4 de dezembro de 2011

outra história da minha escola que me deixa com os cabelos no ar

Quando soube da história do jogador Carlos Martins, que o filho dele tinha leucemia as lágrimas começaram a rolar-me pela cara, e fiquei com o coração tão, tão apertado que nem imaginam. Eu tenho dois filhos que são a minha vida e o meu menino tem precisamente a idade do dele. Chorei e senti a dor deles como se fosse minha.
Podem pensar que estou a exagerar mas acreditem não é exagero nenhum. Vim almoçar a casa e estive a ver a entrevista no programa da Praça da Alegria. Fiquei triste o dia inteiro.
Saí de casa para levar os meus filhotes novamente à escola e já tinha um plano na cabeça.
Cheguei à escola deixei os meus filhotes nas suas salas e fui ter com as minhas colegas. Fiz-lhes o apelo para fazerem a recolha de sangue para se tornarem dadoras de medula. Muitas delas aceitaram eu diria mesmo todas aceitaram. Fui então ter com a com a coordenadora da escola perguntar se podia falar com as colegas das outras escolas. Ela respondeu-me que não havia qualquer problema. Mas eu ainda fiz melhor, liguei para a sede do meu agrupamento para falar com o coordenador do 1º ciclo. Consegui falar com ele e como sempre ficou de me dar resposta pois, ia falar primeiro com a nossa directora. Os dias foram passando e resposta nada! Claro estavam mais interessados com a inspecção. Passado uns dias perguntei à minha coordenadora se já tinha resposta para mim ao qual ela me respondeu que não mas, que iam ter uma reunião, para eu colocar num papel  o que pretendia para ela falar. Assim fiz mas acrescentei mais uma pergunta. Pensei que seria também vantajoso se alargassemos à comunidade educativa, isto é aos encarregados de educação. Quantos mais melhor pensei eu!
No dia seguinte perguntei se já havia resposta. Havia mas, este pedido tinha agora de passar por uma pessoa no agrupamento ligada com a área da saúde. Os dias foram passando e até agora nada. Na passada quinta- feira voltei à carga. Voltei a perguntar em que ponto da situação estávamos. A coordenadora respondeu-me que este pedido agora tinha de ir a uma reunião de pedagógico para ser aprovado. Vocês vejam só!!!!
Na sexta-feira estava eu na escola a ajudar as colegas quando para meu espanto, vejo duas pessoas a entrar na escola. Estavam a fazer uma campanha de solidariedade pedindo roupas usadas ( pedido ao qual eu não sou contra) mas em troca estavam a fazer publicidade a um detergente entregando ao mesmo tempo, panfletos de desconto na compra do dito detergente. Eu achei aquilo demais e indignada perguntei se essa campanha de solidariedade que até envolvia publicidade tinha sido também aprovada em pedagógico. É claro que eu já sabia a resposta pois, a reunião de pedagógico vai acontecer ainda no dia 13.
Ou seja para ajudar no sofrimento de uma criança ou de outras, para dar esperança de vida a alguém, para parar com os agressivos tratamentos a que são sujeitos até arranjarem dador compatível é preciso quase pedir de joelhos. Os outros que fazem campanha e publicidade ao que pretendem não necessitam de fazer nada é só entrar e pronto objectivo conseguido.
Agora reparem, a reunião é no dia 13, dia 17 inicia a primeira interrupção lectiva o que quer dizer que este pedido vai ficar adiado para o mês de janeiro isto com muita sorte. E agora diga-me lá não é de eu ficar FURIOSA.
 Será que ninguém pensa que isto pode acontecer a um de nós e nessa altura também gostavam  de ter ajuda?
Juro-vos eu às vezes apetecia-me ... nem sei o que vos dizer sinceramente

sábado, 3 de dezembro de 2011

Indignada, areliada e o pior de tudo super, hiper,mega nervosa

Como sabem eu continuo de Junta médica porque esta achou por bem eu ficar  mais um tempo em casa embora eu não seja obrigada a ficar no domicílio. Posso sair pois não tenho impedimento por parte médica até pelo contratrio os médicos, aconcelham-me a sair devido à minha depressão profunda grave.
Ora assim sendo eu de manhã preparo os meus filhotes e levo-os à escola. Depois acabo por lá ficar a ajudar no que for preciso. Ajudei na parte da coordenação da escola e agora neste momento estava a ajudar algumas colegas dando apoio a alunos com dificuldades. Preparava os cadernos com actividades e exercícios para fazerem consultando e pedindo sempre a opinião à colega da turma. No fundo eu estava a ser uma mais valia para a escola pois sempre era mais uma professora a ajudar. 
Vim a constatar que havia certas colegas que pensavam que eu estava a competir com elas. Não as colegas a quem eu estava a dar ajuda, mas sim as colegas do apoio.  Perante isto falei com o meu coordenador de 1º ciclo na passada sexta-feira sobre o apoio que estava a dar. Ele agradeceu-me mas disse-me que ia pensar no assunto, depois  dava-me uma resposta.
Hoje recebi a resposta que passou a ser a seguinte: vou parar com o apoio porque pode existir algum pai que vá reclamar ao agrupamento o porquê eu estar de atestado e estar a dar apoio a uns alunos e a outros não. Que posso com isto arranjar um processo disciplinar e ter de devolver dinheiro!!!! Mas porquê pergunto eu? A mim ninguém me está a pagar mais do que aquilo a que eu tenho direito por ser doente oncológica. Ninguém me está a pagar subsidio de refeição! Eu como já disse não tenho de ter permanencia no domicilio. Podia ir pintar para a rua ou pintar paredes que ninguém tinha nada haver com isso desde que eu não estivesse a receber dinheiro  por tais prestimos o que é o caso.
Fiquei pior que estragada! Só se preocupam com o que não devem! Será que eu estou a fazer algo de errado? Ninguém se preocupa com os alunos eles agora são meros acessórios. Só se preocupam com projectos, papéis e mais papéis, estatísticas, inspecções para obterem o maior número de cotas para as avaliações e para não perderem o lugar de chefia que têm neste momento. Pois se a avaliação da inspecção este ano não for positiva vamos para mega agrupamento e a minha directora que estava no cargo à uma porrada de anos pode perder o poder. Isto sim é que é importante! Agora se os alunos sabem ou não a matéria, se precisam de ajuda para ultrapassarem as dificuldades isso não importa!!!
E os pais outras lindas peças. Vocês acreditam que esta semana foi lá um pai à escola fora do horário de atendimento pedir à professora para esta o atender pois precisava de falar com ela à cerca do filho. Ela fez-lhe o favor de o atender. Pois ele depois de sair da escola foi ao agrupamento dizer que a professora atende uns pais e outros não fora do horário de atendimento. É preciso ter lata! E o que mais enerva ainda é que a presidente ainda lhe deu ouvidos. Se fosse comigo eu dava-lhe uma corrida que ele nunca mais voltava e se fosse a professora chamava-o à escola e dizia-lhe poucas e boas. O problema nisto tudo é que todas pessoas têm medo e eles pensam que podem fazer de nós aquilo que querem e lhes apetece. Isto tudo é ou não é revoltante!!!!! Bem disse o meu marido  que eu no fim ia receber a medalha de cortiça. Pois assim foi!

Vejam só o trabalho que eu tinha pois eram alunos de vários niveis de ensino, levava bastante tempo a procurar materiais para eles, imprimia em casa, a cores, com as minhas folhas e ainda plastificava os materiares isto tudo para ver se os cativava e entusiasmava para o estudo






Até encadernei os cadernos!




Trabalhos de 4ªº ano de escolaridade


Trabalhos de 1º ano de escolaridade

















Ainda faltam aqui cadernos de 2º ano de escolaridade e de um aluno com um défice cognitivo muito grande que está a nivel da pré-escola.


Enfim!!!!!!

Mas hà mais depois eu conto.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011



Mais uma consulta na Clínica da Mama

Pois hoje fui a mais uma consulta da mama. Confesso que ia cheia de medo. Fui vista pela primeira médica que me viu no I.P.O. há um ano atrás. Foi ela que me deu a má notícia de que eu ia ficar sem a minha maminha. Toda esta carga emocional hoje veio ao de cima por isso, ia cheia de medo.
Quando entrei no consultório ela foi extremamente simpática comigo examinou-me e graças a
Deus estava tudo bem. Agora só me quer ver em julho. Mas até lá tenho de fazer em fevereiro uma ecografia endovaginal e em maio uma mamografia. Em março vou ser vista pela médica que me acompanhava nos tratamentos. Entretanto estou à espera da minha tão desejosa reconstrução que nunca mais chega! Vamos lá ver até lá pelo menos que continue sempre assim sem problemas.


quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Vamos ajudar por favor

Vamos ajudar o Gustavo
Por Nuno Perestrelo

Onda de solidariedade para ajudar a salvar filho de Carlos Martins. Saiba como um pequeno gesto seu pode aliviar tanta dor.

Ninguém ficou indiferente ao drama que vive Carlos Martins. O filho Gustavo, com apenas três anos, sofre de aplasia medular, uma doença rara que só pode ser curada se for encontrado um dador de medula que seja compatível com o menino.

«Já fizemos o teste em Espanha, infelizmente ninguém da família é compatível. Quanto mais pessoas doarem, mais possibilidades têm o meu filho e outras pessoas de se salvar. Às vezes desleixamo-nos mas é uma tarefa tão simples e pode salvar vidas...», apelou o agora jogador do Granada, que já vestiu as camisolas de Sporting e Benfica e é internacional por Portugal, aos microfones da TVI.

A onda de solidariedade que corre as redes sociais. No Facebook foi criado o grupo Vamos ajudar o Gustavo, onde estão todas as informações sobre o caso, que se tornou público depois do final da partida com a Bósnia, altura em que os médicos explicaram aos jogadores da Selecção o drama do companheiro, o que os levou a apelar aos portugueses para doarem medula óssea.

Ontem, os apelos multiplicaram-se um pouco por todo o lado. Só encontrando um dador compatível será possível salvar Gustavo. João Paulo Almeida, médico do Benfica, explicou que a situação é «preocupante» e «bastante grave». Gustavo precisa de um dador e com «urgência». A doença faz com que a medula óssea do pequeno Gustavo deixe de produzir componentes sanguíneos necessários ao organismo.

Quem se inscreve como dador de medula óssea tem apenas de tirar uma amostra de sangue para verificar a compatibilidade com os casos existentes. Se não for compatível, poderá ser chamado quando, no futuro, surgir um doente que necessite da sua medula óssea.

Os dados ficam arquivados em base de dados internacional, pelo que a salvação de Gustavo e de todos os doentes pode estar em qualquer local do planeta. É essa a razão pela qual se torna tão importante que toda a gente se ofereça para ser dador.

Conheça agora as perguntas e respostas sobre a doação de medula óssea

O que é a medula óssea?
A medula óssea é um tecido de consistência mole que preenche o interior dos ossos longos e as cavidades esponjosas de ossos, como por exemplo os da bacia.
É nesse tecido que existem células progenitoras, ou seja, com capacidade para se diferenciarem e dar origem a qualquer célula do sangue periférico. São as chamadas stem cell ou células progenitoras/estaminais, em português. Estas células renovam-se frequentemente, mantendo um número relativamente constante.
Como posso ser dador de medula óssea?
Se tem entre 18 e 45 anos, pelo menos 50 kg de peso, não é portador de doenças crónicas ou auto imunes e não recebeu uma transfusão de sangue desde 1980.
Como se processa a colheita de células de transplantação óssea?
Existem dois processos de colheita de células para transplantação de medula:
- Colheita a partir da medula óssea - Células progenitoras colhidas do interior dos ossos pélvicos. Requer geralmente anestesia geral e uma breve hospitalização;
- Colheita de células progenitoras periféricas - Colheita feita no sangue periférico, geralmente a partir de uma veia do braço,
Qual a probabilidade de encontrar um dador compatível?
80 por cento de todos os doentes têm, pelo menos, um potencial dador compatível, só que nem todos os doentes para os quais foi identificado um dador idêntico chegam à fase do transplante.
Pode um dador desistir do processo após saber que é compatível com um doente?
Como voluntário o dador não tem nenhuma obrigação legal. Contudo, uma decisão tardia relativamente à desistência pode ter riscos muito graves para o doente. Uma mudança de atitude no final do processo pode ser fatal para um doente que está a fazer preparação para o transplante.
Quem paga o processo da doação?
Todos os procedimentos médicos que envolvem a doação são cobertos pelo subsistema de saúde do doente.
Só se pode dar medula uma vez?
Não, a medula é um tecido que se regenera rapidamente, pelo que é possível fazer mais do que uma dádiva.


Eu na minha escola estou a sensibilizar as pessoas para serem dadores de medula.
Através deste blog peço a todas as pessoas que o lêem e, que reúnam as condições para serem dadores de medula que o façam. Hoje é esta criança amanhã não sabemos....
Por favor como mãe que sou vos peço isto com muito carinho.
Beijinhos e obrigada

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

E fez um ano...

No passado dia dois de novembro fez um ano que eu descobri que tinha cancro. Foi precisamente no dia de anos do meu marido. Rica prenda que eu lhe dei!
Por esta altura eu andava tão triste nem imaginam e, o pior ainda estava para vir! Sim porque no dia 15 vai fazer um ano que me disseram que ia provavelmente fazer mastectomia.
Lembro-me disto tudo com tanta tristeza!
Mas este ano comemorei os anos do meu marido com muita alegria! Estou viva e bem! O pior já passou! Pelo menos assim espero.
Dia 18 vou levar mais uma injeção na barriga e dia 21 vou à consulta da mama. Confesso que estou com um bocado de medo desta consulta! Vamos lá ver.

domingo, 30 de outubro de 2011

Dia nacional da prevenção do cancro da Mama!


“O Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama - 30 de Outubro -  foi criado na sequência de uma Petição subscrita e entregue na Assembleia da República pela Socosmet, pelo Movimento Vencer e Viver e por cerca de 8000 cidadãos.
Em Portugal,todos os anos, são diagnosticados 4500 novos casos de cancro da Mama. Sendo a principal causa de morte por cancro em mulheres. No entanto,cada vez mais há mulhers que sobrevivem, e a mortalidade associada ao cancro da mama tem diminuido de forma constante ao longo dos últimos 20 anos.”

Observe-se. Conheça-se. Saiba o que é normal em si e procure o médico em caso de dúvida.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Desabafo ...
Está a fazer um ano que o meu calvário começou. Foi precisamente neste mês que eu encontrei o meu nodulo por apalpação. Veio de seguida a eco-mamária, a biopsia e a confirmação no dia dos anos do meu marido ( 2 de novembro) de que tinha cancro da mama.
Recordar tudo isto é muito difícil não consigo reviver isto tudo, sem derramar muitas lágrimas apesar de agora estar tudo bem.
Será que alguma vez eu vou conseguir reviver tudo isto sem chorar? Não acredito. Mas só o meu me dirá.
Dia 21 deste mês lá fui eu tomar mais uma injecão e dia 21 de Novembro vou ter consulta da mama com a 1ª médica que me atendeu no I.P.O.. Dia 2 de Novembro vou a junta médica vamos lá ver o que eles me vão dizer.
Hoje estou triste e ao mesmo tempo furiosa. Triste pois foi a missa de sétimo dia da avó do meu marido. Tenho saudades dela.
Furiosa com as notícias do governo. Isto não é justo! Eu não fiz nada para merecer isto. Sempre trabalhei, cumpri tudo o que me era exigido e agora tenho de pagar uma factura que não é minha.
Só não entendo porque não mexem nos rendimentos mínimos que não fazem nenhum, têm tudo pago, recebem dinheiro para se levantarem ao meio-dia e irem tomar o pequeno- almoço ao café . Aparecem na escola nos seus bons carro ( BMW, AUDI, MERCEDES, ETC), têm casas de graça ou pagam rendas baixas enfim andamos nós a trabalhar para eles.
E os ciganos?
Não tenho nada contra eles, não sou sou racista e eu até me dou muito bem com eles mas sinceramente todos eles têm rendimento mínimo e são autênticos parasitas da sociedade.O que é que eles contribuem para a sociedade? NADA
Isto revolta-me e muito.
Esta semana perguntei a um miúdo de etnia cigana se a mãe tinha tido os bebés pois constava-se que ela estava grávida de gémeos. O rapaz respondeu-me que a mãe só tinha tido um bebé, que teria sido bom se ela tivesse outro pois assim recebiam mais dinheiro. Tomá lá come e embrulha pensei eu! E é assim esta sociedade!

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Laco_Mais_Mulher.wmv

Partiu e a saudade fica!

A avó do meu marido faleceu hoje com 93 anos de idade. É muito triste perder pessoas que tanto gostamos. Nunca me sinto preparada para perder alguém! Era uma senhora muito simpática com uma grande beleza interior! Era meiga! Nunca ouvi aquela senhora queixar-se do que quer que fosse. Para ela estava sempre tudo bem.
Teve uma vida muito sofrida. Ficou sem os pais cedo, sem irmãos, casou com um homem alcoólico que lhe batia muito. Chegou a passar o natal na rua, uma noite muito fria com uma caixa de fósforos na mão!
Perdeu duas filhas uma logo a seguir ao parto outra com um anos. Para ganhar algum dinheiro fazia enormes caminhadas com lenha à cabeça. Ficou viúva hà 19 anos.
Mais tarde e com os filhos já criados, com netos passou por outros tormentos que nem quero mencionar.
Enfim como podem ver a sua passagem durante a vida foi muito sofrida.
Peço a Deus que agora lhe dê tudo aquilo que ela merece pois, se há pessoa que merece o Céu é ela.
Descanse em paz avó Ana Teles.
Descansa em paz avó velhinha!

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

outubro Rosa


Tome conta de si:
- Faça exercício regularmente;
- Mantenha um peso saudável e uma dieta variada, rica em frutos e vegetais;
-Beba com moderação e não fume;
- Conheça o seu peito e aprenda o que é normal, ou anormal, no seu caso;
- Sempre que notar alguma anormalia, consulte o seu médico;
-Visite o seu médico, para um exame clínico dos seus  seios uma vez por ano.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Ainda bem!!!

Amigas(os) agora digo ainda bem que eu não fui trabalhar pois ando tão cansada!! Apenas me levanto todos os dias às 8 da manhã para me arranjar e, preparar os meus filhos para irem para a pré-escola. Às 9 horas estou a entrar na escola para os deixar. Volto para casa e, por volta de meio-dia vou buscá-los para almoçarem. Às 13:30 estou a entrar novamente na escola para os deixar para o turno da tarde. Volto novamente para casa. Às 15:30 acaba a escola e lá estou eu outra vez lá na escola para os trazer para casa.
Acreditem ou não no final do dia estou exausta. Agora imaginem se eu estivesse a dar aulas! Não iria aguentar de certeza.
Agora também já começou a natação então as terças e as quintas é de doidos!!
Ando esquesita com vontade de fazer tudo e de não fazer nada. Desaninada não sei porque motivo! Sem motivação.
Posso dizer que já tive dias melhores!!
Amanhã vou à consulta de psiquiatria e levar mais uma injecção na barriga. Desta vez tenho levar a injecção do lado esquerdo. Sempre levei no lado direito por opção minha mas, desta vez encaroçou e ficou vermelho no local da picada. Tenho de falar amanhã com a enfermeira sobre esta situação.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Os filhos...

Ando um pouco aborrecida e triste pois os meus filhotes começaram a escola no dia 8 mas, o o meu Bruno passa a vida a chorar. Não quer ir pra a escola quer ficar comigo. Isola-se no recreio e não brinca com os colegas da sala. Só brinca com a irmã quando ela vai para o recreio. Tem sido complicado para eu vir embora. Eu já devia estar habituada pois eu sei que nos inicio de cada ano lectivo hà sempre choradeira tanto na pré- escola como no 1º ano mas quando é com os nossos filhos a coisa é diferente DOÍ.
Eu não contava com este comportamento por parte do meu filho. Não contava mesmo.

Este fim-de-semana foi demais!!!

Este sábado que passou logo a seguir aos meus anos fui almoçar com 15 amigas guerreiras no Porto. Foi fantástico. Revi algumas amigas e conheci outras que ainda não conhecia. O almoço foi no Porto no restaurante Ritual Prova. Foi a despedida de solteira da nossa amiga Cinda!!! Tivemos karaoke e tudo . Fiquei rouca no dia seguinte! Foi muito divertido e maravilhoso.
No domingo fui com a família  a Chaves à feira Medieval. É claro que aproveitei o passeio para visitar duas amigas guerreiras: a Celta, e a Tilde. O Pedro, filho da Celta, também lá estava . Apesar dos seus 13 anos ele e um amor um doce de menino. Foi outro dia maravilhoso e divertido.



 Estas duas fotos são do almoço.Vejam só que mulheres lindas e maravilhosas!!




Esta é em Chaves na feira Medieval. Vejam só a Tilde e o Pedro vestidos a rigor! São da realeza!!!




sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Hoje faço anos!!!!!



Cheguei aos quarenta! ooooooooooh!!!!!
Mas estou muito feliz!!

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Trabalho!!!


Pois pensava eu que ia começar no dia 1 de Setembro a trabalhar e afinal nada feito!
 A junta médica tem de me dar autorização. Mas para isso, tenho de levar um relatório muito bem elaborado para que eles, se convençam que estou apta para trabalhar. De qualquer maneira este mês não vou ser chamada a junta médica pois a menina da secretaria, esteve a ver e para este mês não consta lá o meu nome.
Fique desiludida , muito pensativa e preocupada! Ora reparem.
 Como eu este mês não vou dar aulas vai uma professora substituir-me, se em Outubro a junta médica me der autorização, a minha colega sai e entro eu.
Mas, essa colega que me vai substituir agora está à espera da reforma e até a reforma chegar, ela vai estar no Apoio sócio-educativo. Quando a reforma chegar eu vou sair da turma e vou ocupar o lugar dela.
O que acontece? A turma vai ficar à espera de mais um professor ou seja a turma de 4º ano vai ter  na totalidade 4 professores. Isto é ridículo!!!! Custa-me ver estes miúdos a serem tratados como peças de um tabuleiro de xadrez.
E os pais? Eu certamente que se fosse um filho meu não ficaria nada contente.
Resumindo decidi não ir trabalhar mais um ano para não haver tanta confusão primeiro porque eu iria faltar várias vezes e porque estou à espera da reconstrução cuja recuperação é demorada e iria faltar muito mais tempo.
Custou-me mas, agora estou melhor. Confesso que me sinto mais deprimida e mais chorosa mas, vida para a frente.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011



Não me ocorre dizer mais nada a não ser ...ESTE ENCONTRO FOI TÃO BOM!!!!!!

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Adoro-vos, adoro-te!!

Desde que fiquei doente não paro de dizer este verbo a todas as pessoas que gosto e amo.
Pois é amigas(os) digam tudo aquilo que sentem às pessoas que gostam. Devemos elogiar, amar e honrar as pessoas enquanto elas estão vivas, enquanto nós estamos vivos para que nunca fique nada por dizer, para que não fiquemos arrependidos por não termos demonstrado aquilo que sentíamos.
Nicholas Sparks escreveu um romance intitulado "As palavras que nunca te direi" em que a história se resume a um homem que escreve cartas de amor à sua amada que já morreu. É um romance lindo. Leiam.
Demonstrem o vosso carinho e o amor que sentem. É de graça e não custa nada fazê-lo. Beijinhos e adoro-vos

terça-feira, 16 de agosto de 2011


Voltei!!!
Olá amigas (os)
Voltei de férias. Aliás voltei de umas espectáculares férias. Pois é fui para a Nazaré com a família fazer campismo. Foi muito bom mesmo. Os meus filhotes adoraram o que é uma grande satisfação para mim. Para além do campismo fui visitar vários locais onde já tinha estado mas que é sempre bom recordar. Fomos a Alcobaça visitar o mosteiro, à Batalha, ao Convento de Tomar, às grutas da Moeda e a uma aldeia muito linda chamada Pia de Urso. Para além destas visitas fizemos praia, piscina e fomos a um parque aquático. Muita animação. 
Esta é a parte boa da história. Mas existe uma parte má infelizmente!

Um grande amigo meu foi embora para a Alemanha. A vida aqui não está fácil e como a namorada está lá a trabalhar ele foi tentar lá a sua sorte e ficar junto da pessoa que ama. Espero que ele seja muito mas, mesmo muito feliz. Outra notícia muito triste foi saber que uma amiga guerreira não resistiu à doença e faleceu no início deste mês.
Bolas ela tinha apenas 35 anos e uma vida pela frente. A vida às vezes é tão cruel. Ela lutou tanto merecia estar viva e ser feliz. RAIOS!!!!
Pois é a vida dá-nos estes dissabores.



                                          Sónia Borralho
Descansa em paz amiga